BTG acredita em Ibovespa a 116 mil pontos com aprovação de reformas

Em relatório divulgado hoje pelo BTG Pactual, a equipe de analistas da instituição acredita que o Ibovespa pode chegar a 116 mil pontos com as reformas estruturais na agenda política do Brasil .
A recomendação do BTG é de “overweight“, que significa que o investidor deve alocar mais do que o peso médio do portfolio, para as ações brasileiras. Ações do México e Chile foram classificadas como “underweight”, para alocação com proporção abaixo da média.
“As ações brasileiras estão sendo negociadas agora abaixo da média histórica enquanto os papeis mexicanos negociam a um desvio padrão abaixo da média”, destacam os analistas.
Desta maneira, os analistas ressaltam que as ações ações mexicanas estão com desconto em relação às brasileiras. Leia também   PagSeguro, Stelo, SumUp e iZettle: qual a melhor maquininha?
O time é otimista em relação a agenda de reformas estruturais do governo Bolsonaro e com expectativa de aprovação de reforma, acreditam no Ibovespa a 116 mil pontos. Assim, isto significa uma média acima de sua histórica, em 113 mil pontos.
A equipe destaca 65% do portfólio da América Latina em ações brasileiras. São os seguintes papeis: Petrobras (PETR3; PETR4), Bradesco (BBDC4), Lojas Renner (LREN3), Localiza (RENT3), Cosan (CSAN3) e Linx (LINX3).
Confira também as carteiras recomendadas para 2019. Tags: AçõesAnáliseBTG PactualibovespaReforma da previdênciareformas