Carteiras para Maio de 2019 da Coinvalores e Toro

No primeiro dia útil do mês de maio Coinvalores e Toro divulgaram suas carteiras recomendadas. Ambas buscam a rentabilidade perdida em abril.
A Coinvalores adaptou suas carteiras com poucas mais significativas alterações, enquanto a Toro optou por apenas cinco empresas.
Índice de conteúdo Carteiras de ações, dividendos e small caps CoinvaloresCarteira de ações recomendada para maio/19Carteira de dividendos recomendada maio/19Carteira de Small Caps recomendada maio/19Carteira de ações recomenda Toro maio/19 Carteiras de ações, dividendos e small caps Coinvalores
A rentabilidade das entre todas as carteiras recomendadas da Coinvalores em abril, em relação aos benchmarks não foi das piores. Então mesmo assim mudanças foram aplicadas, visando ampliar a rentabilidade e proteger o capital. Carteira de ações recomendada para maio/19
Em abril a carteira teve rentabilidade positiva de 1,6% contra 0,98%, que foi o desempenho do Ibovespa. As mudanças foram aplicadas no portfólio, que ficou assim:
Para o mês de maio a carteira teve apenas duas substituições: Even (EVEN3) e Pão de Açúcar (PCAR4). Provenientes de setores diferentes do mercado.
A EVEN3 começou maio em queda de -1,07%, cotada a R$6,35. O valor agregado com esse papel é pequeno assim como o seu impacto, no caso de haver perdas para o portfólio. Leia também   As ações de dividendos mais recomendadas para Abril
A segunda troca foi Natura (NATU3) pela PCAR4, esta por sua vez também fechou em queda de 0,34%. O último valor de negociação foi pelo preço de R$95,40 o lote. Carteira de dividendos recomendada maio/19
Carteiras de dividendos contém as ações emitidas pelas empresas que mais pagam dividendos, é indicada para os investidores pacientes. Pois o retorno com este tipo de investimento é a médio e longo prazo.
O retorno da carteira de dividendos estendida em abril foi de 1,5%, porém o benchmark teve alta surpreendente de 3,9%. O índice de dividendos ou IDIV é a meta de performance deste pito de aplicação.
A Cosan (CSAN3) entra com uma baixa de -1,20%, sendo cotada a R$45,19 no pregão de sexta-feira, 3 de maio. A compra das ações ON da Comgás (CGAS3) em junho, já foi autorizada pelo conselho da empresa.
Transmissão Paulista (TRPL4) também entrou para o portfólio, entretanto com uma queda mais significativa de -1,95%. O relatório 1T19 aponta diminuição de 23,3% nos lucros da empresa, isso em relação ao 1T18. Leia também   Mercado – Destaques do dia e Privatização da BR Distribuidora (14/11)
Por último as ações da Metal Leve (LEVE3) tomaram posição na listagem com 10% de participação. A cotação da empresa fechou o pregão de sexta-feira em R$25,39, alta de 1,93%. Carteira de Small Caps recomendada maio/19
A última indicação da Coinvalores para maio são Small Caps, em resumo são investimentos nas empresas menos negociadas na bolsa. O benchmark neste caso é o índice SMLL.
Em abril o índice teve alta e ficou em 1,7%, enquanto a carteira teve uma queda de -1,6%. Para o mês de maio, foi feita somente uma mudança no portfólio, assim:
A saída da Romi (ROMI3) para entrada da Hermes Pardini (PARD3), além de uma mudança de setor agregou valor à carteira. A última cotação da PARD3 foi R$20,32, em suma alta de 1,96%. Carteira de ações recomenda Toro maio/19
Para o mês de maio, além de recomendar os ativos, os analistas da Toro indicam como eles poderão ser mais rentáveis. Seguindo principalmente o conselho referente aos stops, o rico máximo deverá ser minimizado. Leia também   Melhores Small Caps para o segundo semestre de 2019
Os stops são medidas de segurança par proteger os investimentos, caso haja quedas. Sua função é proteger tanto o patrimônio, quanto a rentabilidade do investidor.
No mês de abril a carteira recomendada da Toro teve queda na rentabilidade, que ficou em -1,3% em relação ao Ibovespa que valorizou 0,98%.
As ações recomendadas para maio foram as seguintes: Banco do Brasil (BBAS3): Cotação em alta de 0,58%, estando ainda entre as mais recomendas pelas corretoras para o mês de maio. Guararapes (GUAR3): Cotação em queda de -1,52%, queda decorrendo do Split ou desdobramento de ações da Riachuelo IRB Brasil (IRBR3): Alta de 3,73% cotada a R$100,10, de acordo com relatório 1T19 teve alta nos lucros líquidos Movida (MOVI3): Queda -1,15%, ainda não representa perda para os investidores que adquiriram ações na IPO de quinta-feira 2 Transmissão Paulista (TRPL4): Em queda -1,95, queda nos lucros divulgada pelo 1T19
Para maiores detalhamentos quanto a valore de venda e stops, verifique a tabela abaixo:
Tags: 1T181T19Banco do Brasil (BBAS3)benchmarksCOINVALORESComgas (CGAS3)Cosan (CSAN3)Even (EVEN3)Guararapes (GUAR3)Hermes Pardini (PARD3)ibovespaíndice SMLLIRB Brasil (IRBR3)Metal Leve (LEVE3)Movida (MOVI3)Natura (NATU3)Pão de Açúcar (PCAR4)Romi (ROMI3)Small CapsSplitstopsToroTransmissão Paulista (TRPL4)