O que é um COE "Autocallable" e quanto pode render?

Antes acessível a clientes que possuíam renda relativamente mais alta, hoje o COE é um investimento bastante difundido. Conheça sua modalidade Autocallable.
O COE apesar de bastante conhecido por investidores, possui regulamentação relativamente recente em nosso país. Isto porque chegou no Brasil em 2014, sendo distribuído inicialmente de modo público.
Por isso, seu custo era bastante alto, e somente investidores com alto poder aquisitivo tinha acesso a esse produto. Depois em 2015, o COE obteve regulamentação pública perante a CVM, o que acelerou sua expansão. O que é o COE?
A sigla COE significa Certificado de Operações Estruturadas, e por serem estruturadas representam menor risco ao investidor. Ou seja, é um investimento que mescla renda fixa com renda variável.
O que chama atenção no Certificado de Operações Estruturadas é que além do baixo risco, ainda faz com que o investidor possua uma carteira diversificada. Como a maioria dos COEs no país possuem capital protegido, na pior hipótese recebe-se o estorno. Leia também   Goldman Sachs: “Não espere ter grandes ganhos em 2019 com ações”
Também é importante dizer que representam o Brasil em notas estruturadas internacionais, como EUA e Europa. Além disso, existe um tipo mais procurado de COE, o qual é chamado de Autocallable. O COE Autocallable
São organizados a fim de se obter rendimento prefixados, atentando-se às movimentações cotidianas. Também levam em consideração fluxos e datas relativas a determinados papéis de ações.
Essas datas são conhecidas como data de observação, onde são observados se os preços dos papéis em comparação à data do COE. Se estiver maior ou igual, paga-se e o COE é finalizado.
Porém, se em determinada cesta de ações uma ou mais estiverem com preço inferior ao da data do COE, continuará aberto. Ou seja, só será finalizado em caso de estar igual ou acima à sua data inicial. Leia também   Economia da previdência será de R$ 630 e não de R$ 800, segundo instituto
Por exemplo, vamos supor que o COE tenha início em 01 de janeiro de 2019, com vencimento em 12 meses. Colocamos então 2 datas de observação, sendo estas semestrais, em cesta com 3 ações.
Assim, se na primeira data de observação apenas 2 ações estão com valores maiores ou iguais, pagam-se as 2. Já a terceira, fica em aberto para que seja novamente observada na próxima, qual seja o vencimento. Tags: Açõescesta de açõesCOECOE AutocallabalecvmEUApapéis em ações