O que são fundos Multimercados e quando investir

Invista em renda fixa, ações e câmbio de uma vez só. Conheça o fundo que te ajuda na hora de diversificar sua carteira.
Saiba como funciona os fundos multimercados e se é recomendado para o seu perfil. Afinal poucas pessoas sabem, mas esse ativo é uma das melhores opções de mercado para quem busca diversificar seus investimentos. O que são fundos Multimercados
Como o nome já diz, os fundos multimercados, contempla vários mercados. Ele tem como política de investimentos, mesclar renda fixa, ações câmbio dentre outros. Assim como em todo fundo ele reuni o aporte de todos os investidores e aplica o dinheiro no investimento. Que é preestabelecido pelo gestor.
Logo todo fundo multimercado possui um documento chamado “Prospecto”. Lembre-se de sempre o observar, pois através dele você saberá aonde o seu dinheiro será investido. Leia também   Ações mais recomendadas para Junho de 2019, segundo 19 corretoras
Contudo, os fundos multimercados são mais indicados para investidores de perfil moderado e agressivos. Assim, são raros os conservadores que optam por esse tipo de investimento. Fundos multimercados vale a pena?
Hoje os fundos multimercado tem despertado a atenção de muitos investidores, que por sua vez, muitos estão optando por investir nele.
Viso que, o fato da política de funcionamento desses fundos serem diferentes dos outros, e haver diversificação nas classes de investimento. Permite que a rentabilidade desse investimento possa ser maior e os risco possa ser mais controlado.
Logo os administradores podem trabalhar nas suas estratégias com mais liberdade e diferentes opções. Assim pode tanto optar por operar de forma conservadora ou agressiva de acordo com as mudanças globais. Fazendo com que o fundo se torne mais rentável do que outros fundos de renda fixa. Leia também   Ações – Recomendações do dia (12/02) Alguns riscos
Diferente dos fundos de renda fixa, o FGC- Fundo garantidor de crédito, não protege os fundos multimercados. Logo existe o risco de perder o investimento caso o administrador do fundo declare falência.
Contudo é um risco raro. E quando acontece, normalmente, não ocorre o calote pois geralmente outra empresa adquire os direitos do fundo. Assim o capital ali investido fica garantido pelos novos administradores.
Entretanto como em todo mercado de renda variável, ativos como alta rentabilidade e boa performance, possuem um alto preço. Logo para desbravar os fundos multimercados, você terá que lidar com a alta volatilidade que pode ter no curto prazo.
Portanto se você é daqueles que se ficaria com “borboletas nos estômago” ao ter uma baixa de 2% do seu capital dentro de 30 dias. O fundo multimercado não é recomendado para você.Leia também   Carteira de Outubro 2019 da Toro Tags: AçõescâmbiocapitalDinheiroFGC (Fundo Garantidor de Crédito)Fundos multimercadoInvestidorespolĩticaprospectoRenda fixa