Poupança não é tão segura assim: desmitificando o mito brasileiro

Mesmo rendendo menos que o tesouro direto, a poupança ainda é muito mais procurada pelos brasileiros. Que por sua vez acreditam que é a maneira mais segura de investir. Será?
Planejadores financeiros sempre alertam sobre a baixa rentabilidade da poupança. O que parece surtir pouco efeito sobre grande parte da população brasileira.
Visto que hoje o número de pessoas que têm conta poupança representa 85% (62,6 milhões de contas). Assim confirmado o favoritismo da aplicação mesmo com o baixo retorno oferecido. Fácil de abrir e sem IR
Pois então, como é muito simples abrir uma poupança e seu rendimento é isento de imposto de renda. Então não importa o quanto você aplique, na hora de sacar o dinheiro não pagará nenhum real de IR. Assim ela acaba sendo o investimento preferido pelos brasileiros.
Além disso grande parte dos optantes pelo investimento, alegam se sentir mais seguros. Já que as chances de perder o dinheiro aplicado são nulas. E admitem não ter conhecimentos suficientes para se arriscar em outras modalidades. Como por exemplo o tesouro direto. Leia também   Banco Inter Mastercard Black: o único Black sem anuidade
Segundo especialistas, o brasileiro tem medo de investir em um fundo onde não possa sacar o dinheiro quando quiser. Assim mesmo sabendo são os menos rentáveis. Segundo estudos realizados, a liquidez da aplicação é um fator levado em conta por cerca de 77% dos investidores no Brasil.
No entanto será que a poupança é tão segura assim? Para saber isso é preciso primeiro entender melhor como funciona essa operação.
Por exemplo, quando aplicamos na poupança é como se emprestássemos o dinheiro para o banco, e em troca disso, quando precisássemos do dinheiro de volta, o banco nos devolveria mais do que propriamente aplicamos, como uma forma de recompensa. Esse aumento ocorre por conta dos juros compostos.
Da mesma forma acontece com o tesouro direto, o que muda é o destinatário do investimento que nesse caso é o governo. Que acreditem é um ótimo pagador. Poupança ou Tesouro Direto?
Ao optar pelo tesouro direto, você descobrirá que existem basicamente três tipos de títulos. Tesouro Selic – Este é indicado para aqueles, que assim como na poupança, querem aplicar, porém, sabem que podem precisar do dinheiro daqui a um mês, por exemplo, já que, pode-se tirar a qualquer momento, com chances muito remotas de perder dinheiroTesouro Prefixado – Bom para quem não vai precisar resgatar o dinheiro tão cedo e quer saber exatamente quanto vai render a aplicação que fezTesouro IPCA – Como o próprio nome diz, está atrelado à inflação. Nessa modalidade o seu investimento sempre irá ficar acima da inflação, desde que mantenha o valor investido até o vencimento. Leia também   O que são Fundos de Renda Fixa e como investir?
No entanto, diferente da poupança, ao investir no tesouro direto, você pagará imposto de renda sobre a rentabilidade, com faixas que variam de 22,5% a 15%, dependendo do tempo que deixar o seu dinheiro aplicado, quanto menos tempo maior a taxa.
Assim depois de 2 anos, a alíquota é de 15%, por isso é recomendável que se mantenha o dinheiro aplicado por, no mínimo, esse período. Outras tarifas
Existe outra tarifa que incide sobre os ganhos de todos os que investem nessa aplicação, que são os 0,30% ao ano da custodiante B3, antiga Bovespa. É ela quem cuida das transações entre vocês e o tesouro nacional.
Concluindo, com tantos detalhes e taxas, é possível que esteja se perguntando se realmente vale a pena tirar o seu dinheiro da poupança e aplicar no tesouro direto. Leia também   Tesouro direto muda taxas após site revelar que poupança rende mais
E além disso como todos sabemos das altas dívidas que o governo possui, é normal que esteja pensando que seja muito arriscado emprestar para o tesouro direto, e além disso a poupança conta com o fundo garantidor de crédito (FGC), já o tesouro não.
Pois bem, o que poucos sabem, é que os próprios bancos, sim os mesmos que cuidam da sua poupança, deixam grande parte do seu dinheiro investido no tesouro direto.
O que significa que se o tesouro quebrar, o banco que cuida da sua poupança, logo quebraria também. Se você confia no seu banco, e seu banco confia no tesouro nacional a ponto de colocar o dinheiro dele lá, por que você não faria o mesmo? Tags: InvestimentopoupançaTesouro diretotesouro nacional