Massa pequena cozida e recheada: Descubra mais sobre sua origem

Massa pequena cozida e recheada
Foto: (reprodução/internet)

No Brasil, os pratos mais apreciados são aqueles que incluem as massas. São pratos de origem italiana, que despertam o desejo e são preparados pelos brasileiros como uma massa pequena cozida e recheada: a lasanha, o nhoque (Gnocchi), Ravioli e Cappeletti. São massas que permitem recheios e formatos variados, com o acompanhamento e hoje, fazem parte da culinária brasileira. Continue lendo para saber sobre massa pequena cozida e recheada.

PUBLICIDADE

Neste artigo, vamos apresentar a você as origens dessas massas, com suas histórias e diferenças.

Origem da Lasanha

A palavra “lasagna”, ainda hoje é utilizada em algumas regiões da Itália para se referir as placas produzidas com farinha de trigo, água, vinho e ovos. Antigamente a massa era aberta com um rolo de madeira com nome de “laganaturum”.

PUBLICIDADE

Existem três teorias sobre o surgimento da lasanha, com duas delas remontando a um prato grego antigo.  A principal diz que a lasanha vem do grego “laganon”, uma folha plana de massa de macarrão em tiras.

A segunda teoria diz que a palavra vem de “lasanon”, associada a “lasanum”, que significa panela em latim. A palavra era utilizada para se referir ao prato em que a lasanha era feita, de modo que a receita assumiu o nome do prato.

A terceira teoria diz que o prato foi inspirado em uma receita inglesa desenvolvida no século XIV, o prato “loseyn”, descrito no livro “Fome of Cury”, com receitas em uso durante o reinado de Ricardo II. É possível ver as semelhanças do prato descrito com o atual, tanto na receita quanto na sobreposição de massas.

Gnochi (nhoque)

A palavra é deriva de um nó na madeira (nocchio), um tipo de pasta italiana provinda do Oriente Médio, introduzida pelos exércitos com a expansão do Império.

Essa expressão surgiu no século XIV, durante conflitos feudais intensos em que restava aos mais pobres, o pão que sobrava dos ricos. Dessa forma, eles ralavam o pão e misturavam com água, condimentos e pequenas quantidades de queijo duro. A massa preparada era partida em pequenos pedaços com uma colher e jogados em água fervente com algum tipo de caldo de carne. Eram consumidos na sopa ou escorridos e apenas mais tarde foi descoberta pela nobreza.

PUBLICIDADE

Cappeletti

O significado da palavra é pequeno chapéu e o prato recebeu esse nome pelo seu formato com a semelhança com chapéus medievais, os capellos. Foi desenvolvida no século XII, na Itália, na região da Emília-Romanha.

Eles surgiram como uma evolução dos raviólis. No século XIII, os nobres e os plebeus do norte da Itália já tinham se rendido aos encantos do ravióli.

Surgiu nesse período, ume engano na hora de servir os dois pratos e passaram a se diferenciar pelo recheio. Os Cappeletti passaram a ser servidos em forma de triangulo, com recheio de carne e uma das pontas retorcidas, enquanto que o recheio do ravióli era de queijo e com formato quadricular.

Origem do Ravióli

Uma das vertentes diz que o ravióli nasceu na China na ilha da Sicília, que também é o berço de outras obras primas da culinária italiana. A palavra singular de ravióli, “raviolo”, vem do latim “graviolo”, que tem como significado cheio e pesado. Mas no dialeto falado na Sicília, o “g” antes do “r” é omitido, e a palavra ficou como “raviolo”.

É nos escritos de Francesco di Marco Daniti, um mercador da cidade de Veneza, que ocorre a primeira menção ao ravióli, no século XIV. Nesse manuscrito veneziano, encontramos a receita do ravióli, com ervas frescas misturadas com ovo batido e queijo fresco, cozido no caldo da carne, uma tradicional forma de comer ravióli que ainda é vista até os dias de hoje.

Inicialmente, os raviólis eram preparados com recheio. Eram moldados em formas circulares ou retangulares de massas tipo lasagna e colocados em caldos ou sopas, ou ainda, podiam ser apreciados fritos em azeite de oliva com especiarias e alho.

Entre os séculos XII e XIII, as receitas passaram a adotar os recheios para a massa. Entre os principais, encontrávamos ovo, queijo, ervas e ricota. Na Itália, ao norte, foram introduzidos os recheios com carnes. Mas pela tradição, os raviólis teriam formatos retangulares ou quadradinhos.

No entanto, com o passar dos séculos e a sobrevivência desse prato, vemos que os desenhos, pesos e dimensões são detalhes pequenos diante do sabor de um prato tão apreciado.

PUBLICIDADE

INSCREVA-SE

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner