Veja as melhores dicas de patins para iniciantes

patins para iniciantes
Foto: (reprodução/internet)

Quando falamos em andar de patins, o que lhe vem à cabeça? Para muitos, é a infância, para outros, uma forma de diversão, ou ainda, lidar com o estresse. Geralmente, aprender a andar de patins é uma atividade aprendida na infância. Continue lendo para saber sobre os patins para iniciantes.

PUBLICIDADE

Mas se você não aprendeu a andar de patins quando ainda era pequeno e quer aprender hoje, depois de adulto, saiba que é possível. A prática desse esporte não é complexa demais e não precisa ter receio do patins in line – que é aquele que possui rodinhas posicionadas em linha reta.

Neste artigo nós vamos dar dicas de como escolher os patins para iniciantes, quais os tipos existentes e como você pode praticar.

Os tipos de patins in line

PUBLICIDADE

 Esses tipos de patins são os mais comuns e podem ter três ou quatro rodinhas. São recomendados para uso em superfícies lisas, pistas de patinação e asfalto. São confortáveis e leves, mas exigem maior esforço cognitivo para manter o equilíbrio e boa capacidade motora.

São modelos que podem ser utilizados por iniciantes, mas exigem treinamento, se a pessoa insistir, conseguirá, em pouco tempo, realizar manobras, pois são rápidos e flexíveis.

Modelos principais de patins

 Para conseguir andar bem de patins, é essencial escolher o modelo correto para você, de acordo com seu objetivo e expectativas.

Fitness: esse é um modelo próprio para iniciantes, estão entre os modelos mais fáceis de adaptação, podem ser usados em quadras, ruas, pistas.

– Freestyle: esse modelo é ideal para aqueles que gostam de aventuras e possuem um tempo de experiência no esporte, pois ele é próprio para realização de manobras radicais.

PUBLICIDADE

Street: esse é um modelo agressivo, pois permite além das manobras, saltos altos e geralmente, são utilizados por atletas. Possui como diferencial, os amortecedores que protegem quem usa contra impactos.

Slalom: é feito para a patinação urbana e é feito para aqueles que gostam de realizar acrobacias.

– Speed/Downhill: o Speed é um modelo próprio para corridas, pois funciona bem em altas velocidades, sendo usado por atletas profissionais. Se você quiser mais adrenalina, no entanto, poderá optar pelo Downhill, mais veloz que o Speed.

Outras alternativas de patins

 Mas se você acha que não consegue se adaptar de início com os patins in line e não sente segurança, você pode optar pelo quad. É o modelo com rodinhas paralelas – duas na frente e duas atrás.

Além disso, ele apresenta um estilo vintage e é fácil de equilibrar. Este é o mais recomendado para crianças.

Ele também é um modelo escolhido em algumas competições que exigem maior equilíbrio do competidor. Em contrapartida, não são tão ágeis e velozes quanto o in line, não é possível realizar manobras com eles.

Patins para iniciantes

Mas depois de tanta informação sobre os tipos de patins, qual é o melhor para você que está iniciando?

Os dois tipos de patins podem ser indicados para os que estão começando na patinação. Mas para acertar na escolha, você deverá mirar em dois fatores: velocidade e equilíbrio.

Se você prefere priorizar o equilíbrio, os modelos quad são a melhor alternativa, mas se você busca velocidade, poderá escolher um modelo in line, que são mais ágeis.

Dicas para começar a andar de patins

Para começar a andar mais rapidamente, vamos deixar aqui algumas dicas para você.

Segurança: não adianta comprar um bom patins e não cuidar da sua segurança. O ideal é que você escolha uma quadra ou pista própria para patinação para começar seus treinos. Se não for possível procure um local que não tenha buracos, pedras ou muitas irregularidades, que podem causar problemas.

Na rua, evite lugares com grande fluxo de pessoas e carros. Invista em equipamentos de segurança, como capacete, joelheira, cotoveleira e munhequeiras, pois se você cair, os danos serão menores e o risco de lesão também.

Cuide da saúde: como é um esporte, antes de iniciar, é importante que você faça uma avaliação médica para treinar sem comprometer os ossos e tendões. Mantenha uma boa hidratação durante e depois da prática e uma alimentação balanceada, com micro e macronutrientes. E por fim, não se esqueça dos alongamentos.

Treine muito para alcançar o equilíbrio: tenha em mente que a constância é mais importante que a intensidade dos treinos. Se você quer aprender e enxergar como um desafio, terá que desenvolver foco e persistência. Por isso, encaixe a atividade na sua rotina para que se torne um hábito e se dedique a ela.

E você, já sabe patinar? Deixe seu comentário!

PUBLICIDADE

INSCREVA-SE

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner