Petrobras dividendos: Conheça as principais informações

Petrobras dividendos
Foto: (reprodução/internet)

Nesse ano de 2022, a Petrobrás anunciou que vai distribuir aos acionistas mais de R$101,4 bilhões em dividendos de 2021, anunciando que está no caminho para se tornar uma “vaca leiteira”, nome dado às empresas que pagam bons dividendos no mercado financeiro. Continue lendo para saber mais sobre petrobras dividendos.

PUBLICIDADE

A Economática realizou um levantamento com petroleiras que fizeram a divulgação dos seus balanços, mostrando que a estatal brasileira foi a segunda do setor a distribuir mais dividendos em 2021, ficando atrás apenas da Exxon Mobil, a gigante americana.

Considerando o dividend yield da companhia, que é o indicador que mede o rendimento de uma ação pelo pagamento de dividendos, a petroleira ficou também em segundo lugar, atrás apenas da BP, com um retorno de 19,94% sobre o valor da ação.

Esses valores consideram apenas o montante de 2021. Quando somados a parcela de dividendos que foi anunciada em fevereiro, de R$37 bilhões, o retorno dos dividendos sobem para 33%, considerando o valor médio das ações.

PUBLICIDADE

Esse aumento de dividendos foi feito na gestão de Roberto Castello Branco, primeiro presidente da companhia no governo Bolsonaro, demitido em fevereiro de 2021 em meio a escalada de valores do combustível.

Castello Branco, defensor da privatização da estatal, delineou um planejamento  focado em investimentos e negócios rentáveis, como a venda acelerada de ativos e na diminuição do endividamento da companhia, o que liberou caixa para remunerar os acionistas.

Na sua gestão, a empresa aprovou uma política que permitia a distribuição de recursos mesmo diante de anos de prejuízo e determinou o pagamento de dividendos acima do teto previsto na lei com a dívida chegando abaixo de R$60 bilhões.

Como a estratégia adotada reduziu o endividamento, associado ao preço do petróleo em alta, a empresa apresentou forte geração de caixa, justificando os preços elevados dos dividendos nos últimos meses.

No Brasil, apenas a Vale tem uma distribuição de dividendos tão boa quanto a Petrobrás. De acordo com a Economática, em 2021, a mineradora pagou R$73,3 bilhões, maior montante registrado entre as companhias brasileiras. A Petrobras liberou R$72,7 bilhões, ficando em segundo lugar.

Remuneração total da Petrobrás

PUBLICIDADE

A Petrobras (PETR3; PETR4) anunciou a remuneração total de R$7,77 que será encaminhada para a Assembléia Geral dos Acionistas, com data prevista para o dia 13 de abril de 2022, com uma proposta de distribuição de dividendos complementares de R$ 2,86 por ação ordinária em circulação.

Sendo assim, levando em conta as antecipações de agosto e dezembro de 2021, o total proposto aos acionistas para o exercício social de 2021 foi o equivalente a R $7,77 por ação preferencial e ordinária.

O dia 13 de abril de 2022 será a data de corte para os depositários das ações de emissão da petroleira negociadas na bolsa de valores e o “record date” será 18 de abril para os que possuem ADRs negociadas na New York Stock Exchange (NYSE).

 Política de dividendos da Petrobras

De acordo com a empresa, o dividendo proposto está de acordo com a Política de Remuneração dos Acionistas, que diz que em casos de endividamento com valor bruto inferior a US$65 bilhões, a empresa poderá distribuir aos acionistas 60% da diferença entre os investimentos e o fluxo de caixa operacional.

Como no ano anterior a dívida teve uma redução para US$58,7 bilhões, foi possível a aplicação da fórmula de modo integral.

Alvo de debate eleitoral

A petroleira entrou de forma prematura no debate eleitoral, sendo criticada pela distribuição de altos dividendos em um período com preços recordes de combustíveis nos postos pressionando a inflação, o que lança incertezas sobre a manutenção política.

A empresa teve lucro recorde de R$106,6 bilhões em 2021, vendendo combustíveis a um preço médio de R$416,40 por barril, maior valor registrado em balanço e 15,6% superior ao ano de 2018, em que aconteceu a greve dos caminhoneiros, já descontando a inflação do período.

Além do mais, a empresa também é alvo de críticas por parte do ex-presidente Lula, que vem pregando que se for eleito, vai mudar a política de preços do combustível, uqe acompanha as variações internacionais e da taxa cambial.

Foi aprovada uma audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), para que a Petrobras prestasse informações a respeito da distribuição de dividendos relativos a 2021. A audiência foi requerida pelo senador Jean Paul Prates (PT-RN).

E você, já conhecia essas ações? Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

INSCREVA-SE

Digite seu email:

Entregue por FeedBurner