B3 (B3SA3) vai pagar dividendos e recomprar ações

O Conselho de Administração da B3 S.A. aprovou a recompra de ações da Companhia. Além disso, será realizado o pagamento de dividendos aos acionistas.
Com objetivo de gerar valor para seus acionistas, o Conselho da B3 S.A. aprovou o Programa de Recompra. Nessa operação, a instituição também pretende fazer a distribuição de dividendos aos seus acionistas. Programa de Recompra
Considerada uma das principais instituições de infraestrutura do mercado financeiro mundial, a B3 S.A. anunciou sobre seu Programa de Recompra.
A companhia é uma sociedade de capital aberto, e uma das maiores em valor de mercado do seu segmento. Além das ações B3SA3, a B3 S.A. compõe os índices Ibovespa, IBrX, IBrX-50, Itag e outros.
A aprovação do Programa de Recompra ocorreu na última quinta-feira, 27 de junho, em reunião do Conselho de Administração. No entanto, algumas condições foram colocadas para que o processo aconteça. Leia também   NOVO vai contra venda de ações e pede privatização do Banrisul
A intenção é criar uma estrutura de capital, que consiga combinar a recompra de ações com a distribuição de proventos. No entanto, a quantidade máxima para aquisição de ações é de até R$ 38,5 milhões.
O Programa de Recompra terá um prazo máximo de execução. Serão, ao todo, 246 dias. Assim, o programa iniciou em 28 de junho de 2019, deve ser finalizado até o dia 29 de fevereiro de 2020.
Além disso, até o dia 19 de junho, a companhia possuía um total de 2.058.190.897 de ações ordinárias em circulação. E em tesouraria, o total era de 11.569893 ações.
Após o período de aquisições, as ações adquiridas no Programa de Recompra serão cancelados. Bem como poderão ser utilizados em Planos de Concessão, ou até mesmo em qualquer outro programa aprovado pela Assembleia. Leia também   Atlas Quantum: é confiável? Como funciona? Situação financeira compatível para recompra
Para a intermediação desta operação, algumas corretoras foram selecionadas. Entre elas: Bradesco, BTG, Credit Suisse, Goldmann Sachs, Itaú, JP Morgan, Merril Lynch, Morgan Stanley, UBS e XP.
Com o fechamento do primeiro trimestre de 2019, a B3 S.A. atingiu o montante de R$ 21,6 bilhões em reservas de capital e de lucros. De acordo com o Conselho, a situação financeira é compatível com o Programa de Recompra.
Assim, a B3 S.A. entende que não haverá qualquer impacto no cumprimento de suas obrigações. Dessa forma, a companhia também confirmou o pagamento de dividendos aos seus acionistas, no total de R$ 211,1 milhões. Tags: acionistasAçõesB3 S.AB3SA3ConselhodividendosibovespaPrograma de Recompra