Como o preço médio pode te ajudar a lucrar mais na Bolsa

Para que se tenha uma percepção do quanto se está lucrando com suas ações, é importante saber o preço médio. Além de determinar o lucro, também será base para declaração do IR.
Com uma forma de cálculo muito simples, determinar o preço médio de seus ativos é importantíssimo aos negócios. Isso porque lhe ajuda melhor administrar seus ativos, encontrando assim o lucro real.
Apesar de ser bastante fácil realizar o cálculo, deve-se considerar diversos fatores que podem afetá-lo. Em verdade, que complica é a inclusão de alguns dados que são extremamente necessários, tais como: Corretagem Custódia Emolumentos
É importante que além do preço médio, o investidor tenha um controle de quantas ações possui em carteira. Assim como também saber quantas vezes as adquiriu no decorrer do ano.
Isso porque quando se trata de ações adquiridas poucas vezes no ano, fica fácil calcular o preço médio. Entretanto, se foram compradas várias vezes no decorrer de 12 meses, a contabilidade já deve ser mais minuciosa.
A seguir, você saberá o que é de fato o preço médio, e como realizar o cálculo dos custos dos seus ativos. Elencaremos ainda o preço médio de algumas ações em algumas das corretoras mais buscadas. O que é preço médio?
Conforme o próprio termo, preço médio nada mais é do que a média entre a compra e venda da ação. Para efetuar este cálculo, leva-se em conta que as ações foram submetidas as operações em momentos distintos. Leia também   Correios: valor do serviço Sedex e PAC aumentam 8,03%
Logo, como a compra e venda não foram de forma simultânea, obteremos preços e volumes variados. Por isso, é necessário que se submeta os valores ao cálculo do preço médio para que se determine seus lucros.
Para que se tenha tais dados, é impreterível que se faça o controle de todas as compras e vendas das ações. Em tal controle, deve conter algumas informações importantes como: Data da compra e data da venda Volume das ações adquiridas Preço de compra e preço de venda Valor da corretagem Se houve a cobrança de dividendos Emolumentos
Estes dados também considerados quando do cálculo do imposto de renda, posto que alguns valores serão abatidos do lucro final. O que torna a anotação ainda mais importante, posto que o IR é calculado sobre o lucro obtido.
Também deve-se ter em mente que há uma diferença entre o preço de mercado e quanto se pagou pelo ativo. Assim, se você utiliza a rentabilidade como investimento de longo prazo, deve-se saber o preço de cada ação.
Portanto, ao realizar o cálculo do preço médio, você saberá se o valor pago foi maior ou menor que o de mercado. Se for maior, significa que você teve prejuízo, e deverá analisar o mercado se deve comprar mais dessas ações. Leia também   Confira o novo horário da Bolsa de valores Como calcular o preço médio
Agora que você já sabe da importância de se obter o preço médio de suas ações, vamos aprender a calcular. Lembre-se que consideraremos dados importantes que constam em seu controle de gestão da carteira, os quais: Volume da compra, ou seja, quantas ações comprou em cada operação Preço de cada uma das ações durante a compra Total de ações que possui
Para efeito de exemplo, consideraremos que as taxas para totais de cada operação foram de R$ 50,00. Então pegamos a empresa AAAA4, e verificamos que você comprou o seguinte volume de ações em determinado período: 1) 200 ações a R$ 10,00 = R$ 2.000,00 + R$ 50,00 = R$ 2.050,00 2) 500 ações a R$ 11,00 = R$ 5.500,00 + R$ 50,00 = R$ 5.550,00 3) 600 ações a R$ 12,00 = R$ 7.200,00 + R$ 50,00 = R$ 7.250,00
Em seguida, pegaremos os registros referentes às vendas das respectivas ações que antes foram adquiridas. Portanto, note que deve ser feito tanto o controle da compra, quanto o da venda, vejamos: 4) 100 ações a R$ 14,00 = – R$ 1.400,00 + R$ 50,00 = – R$ 1.450,00 (valor é negativo, pois se trata de uma venda) 5) Assim, temos que você agora possui 1.200 ações da empresa AAAA4 Leia também   Como investir em Bitcoin: Guia completo
Então pegamos os dados 1, 2, 3 e 4 e dividimos pelas 1.200 ações que ainda há em carteira. Assim, temos R$ 13.400,00 divididos pelas 1.200 ações, que resulta num preço médio de R$ 11,16 por ação.
Supondo que ao olhar a cotação das ações da empresa AAAA4 hoje, elas estejam em R$ 9,90. Assim, você ainda terá um lucro de R$ 1,26 por ação em carteira. Exemplos reais de preço médio
Deixaremos agora o exemplo um tanto mais prático, e analisaremos algumas ações de empresas reais. Iremos considerar uma compra de 100 ações às 10h do dia 22 e venda de 50 delas no dia 25, ambas em fevereiro de 2019: Petrobras (PETR4)
Compra: R$ 27,55 x 100 ações = R$ 2.755,00 + R$10,00 = R$ 2.765,00
Venda: – R$ 27,00 x 50 ações = – R$ 1.350,00 + R$10,00 = – R$ 1.340,00
Preço médio: (R$ 2.765,00 – R$ 1.340,00) / 50 ações = R$ 28,50 por ação Gerdau (GGBR4)
Compra: R$ 15,20 x 100 ações = R$ 1.520,00 + R$ 10,00 = R$ 1.530,00
Venda: – R$ 15,25 x 50 ações = – R$ 762,50 + R$ 10,00 = – R$ 752,50
Preço médio: (R$ 1.530,00 – R$ 752,50) / 50 ações = R$ 15,55 por ação Tags: #lucroAçõescorretagemcustódiaemolumentosGGBR4IRpetr4Preço médio